Retossigmoidoscopia

Você já ouviu falar em Retossigmoidoscopia? Trata-se de um exame endoscópico que permite a visualização e avaliação da última parte interna do intestino grosso, cavidades chamadas de reto e sigmoide. Durante o exame, um tubo flexível com um metro de comprimento é introduzido através do ânus e uma microcâmera em sua extremidade é capaz de detectar imagens e transmiti-las a um monitor. Tudo isso acontece em uma sala especial. Os sinais vitais passam a ser acompanhados por meio de um monitor cardíaco e a medicação é introduzida na veia (embora alguns casos não necessitem de sedação), então o paciente é posicionado deitado de lado, virado para a esquerda. O aparelho é então introduzido e, durante o exame, pequenas quantidades de ar são injetadas no intestino do paciente.


Caso esse ar cause algum desconforto ou cólica, ele é retirado através do próprio aparelho. Se o seu médico solicitou este exame, provavelmente já tenha te fornecido essa orientação, mas salientamos que é obrigatório levar um acompanhante maior de 18 anos, sem o qual o exame não será realizado. O exame deve ser previamente agendado. Para pacientes menores de 15 anos e maiores de 75 anos, pode ser necessário o acompanhamento de um médico anestesista durante o procedimento.


A preparação para o exame também engloba o uso de laxantes em forma de supositórios, que são aplicados algumas horas antes do exame e visam fazer com que a parte final do intestino grosso fique totalmente limpa. Isso é necessário, pois a presença de resíduos de fezes atrapalha a correta visualização da área através do aparelho. Se você toma algum medicamento de uso contínuo, o ideal é informar-se no momento da marcação sobre o uso no dia do exame.


Embora raros, os riscos na realização do exame existe e costumam estar mais relacionados à sedação. Esses efeitos colaterais envolvem vermelhidão no local da punção ou alterações da pressão arterial. Perfurações intestinais também são eventos raríssimos. Para evitar essas complicações, é necessário que haja uma boa interação entre paciente e equipe médica, para que cada um cumpra seu papel a fim de que tudo corra bem durante o exame. E, caso ocorram, a equipe médica realizará o procedimento e prescreverá o tratamento necessário para atenuação dos sintomas e solução da ocorrência.


Durante uma hora e meia após a realização do exame, o paciente permanecerá em uma sala de repouso, aguardando a diminuição dos efeitos do sedativo. Uma leve dor ou cólica pode ser considerada normal devido aos gases que são injetados durante o procedimento, mas isso deve desaparecer assim que os gases forem eliminados pelo organismo. Após esse período, o paciente poderá ir normalmente para casa (evitar conduzir veículos), e manter a alimentação a que está acostumado, evitando somente a ingestão de bebidas alcoólicas nas 12 horas seguintes.


Nesse período, a ocorrência de sangramentos, dores, náuseas ou outros sintomas devem ser observadas. É necessário retornar ao local de realização do exame quando for constatado qualquer um desses eventos. O laudo contendo o resultado do exame costuma ficar pronto em 24 horas.


Nossas Unidades
Barueri
Cajamar
Carapicuíba I - Tâmara
Carapicuíba II - Inocêncio
  • Av. Inocencio Serafico,2380 Vila Silva Ribeiro
  • 11 3883-3330
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 18h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Itapevi
  • Rua Escolástica Chaluppe,30 Centro
  • 11 3883-3373/4553-6626
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 18h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Jandira
  • Av. André Vidal de Negreiros,276 Centro
  • 11 4707-2250/4789-3401
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 18h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Jd. Mutinga
Osasco I - Helena Maria
  • Av. Presidente Médici,63 Helena Maria/Osasco
  • 11 3883-3312
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 18h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Osasco II - Santo Antônio
Pq. dos Camargos
Copyrights © 2016-2020 Hospitalis - Todos os direitos reservados