Especialidades

Cirurgia Geral

Cirurgia Geral


A cirurgia geral é uma área médica que reúne profissionais das seguintes especialidades: cirurgia do trauma, cirurgia abdominal e cirurgia por videolaparoscopia. Sendo assim, essa parte da medicina tem como foco a pesquisa dos quadros fisiopatológicos, bem como os diagnósticos e tratamentos de condições que podem ser solucionadas por métodos cirúrgicos. É importante ressaltar que o estudo cirurgia geral apresenta-se como um pré-requisito para muitas outras capacitações dentro da cirurgia. Portanto, essa residência é fundamental para os futuros cirurgiões. No entanto, há pouco tempo a Associação Médica Brasileira e o CFM passaram a considerar a cirurgia geral com um ramo da medicina e não somente como um primeiro passo para outras capacitações. Na sequência, o residente pode seguir uma série de caminhos dentro da medicina focando, por exemplo, na cirurgia do trauma que prevê atendimento rápido a pacientes que sofreram traumas recentes.


As doenças mais recorrentes para quem se ocupa dessa especialidade são os diferentes tipos de hérnias, úlceras gástricas, quadros agudos de diverticulite, traumas de várias origens, hemorroidas, doença diverticular dos cólons, colelitíase (a popular "pedra na vesícula") e inflamação na vesícula biliar, para citar algumas.


Para os médicos brasileiros, essa formação tem duração de 2 anos obrigatórios e um terceiro ano eletivo para quem deseja adquirir maiores instruções. Quanto às vestimentas adequadas, tem-se a luva e máscara cirúrgica, touca, avental para cirurgia, pro pé (protetor para calçados em ambientes hospitalares e ambientais) e campo cirúrgico. Com isso, os especialistas conseguem garantir as condições de higiene necessárias para as suas ações, tanto as mais simples quanto as mais complexas. Informe-se a seguir sobre os procedimentos recorrentes nessa área da medicina.


Os principais procedimentos da cirurgia geral


O cirurgião deve ser extremamente preciso em seus atendimentos, sobretudo por lidar muitas vezes com casos de urgência. Ainda que ele conte sempre com uma equipe bem preparada, esse médico tem de conhecer em profundidade as etapas de anestesia e acompanhe eventuais transfusões de sangue. Além disso, a residência ensina a trabalhar com ventilação mecânica e acabamentos de sutura para que a recuperação seja a mais rápida possível. Alguns dos métodos cirúrgicos comuns são a exérese, que se refere à retirada completa ou parcial de um tecido ou órgão com objetivo terapêutico. Para tanto, a cirurgia geral costuma incluir diérese, que é o ato de separação tecidual com finalidade operatória, podendo ou não exigir corte. Na sequência, aplicam-se mecanismos para controlar hemorragias, em uma fase chamada de hemostase. Por sua vez, a síntese é a finalização da conduta, pois aproxima as partes dos tecidos que foram seccionadas. A meta nesse caso é facilitar a recuperação da contiguidade tecidual. Cada vez mais, as técnicas de cirurgia geral estão se desenvolvendo para beneficiar a todos que precisam recorrer a tal processo.


Vale lembrar que a atuação do cirurgião geral não começa na mesa de cirurgia e não termina com a sutura. O bom especialista orienta desde o pré-operatório e segue atento após a cirurgia, no intuito de propiciar o restabelecimento total do operado. Sobretudo nessas situações, a relação do paciente com o seu médico deve ser de completa confiança.

 

Nossas Unidades
Barueri
Cajamar
Carapicuíba I - Tâmara
Carapicuíba II - Inocêncio
Itapevi
  • Rua Escolástica Chaluppe,30 Centro
  • 11 3883-3373/4553-6626
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 18h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Jandira
  • Av. André Vidal de Negreiros,276 Centro
  • 11 4707-2250/4789-3401
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 21h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Jd. Mutinga
Osasco I - Helena Maria
Osasco II - Santo Antônio
Pq. dos Camargos
Copyrights © 2016-2019 Hospitalis - Todos os direitos reservados