Ecocardioagrama Fetal

Nos dias de hoje, muitos são os exames capazes de diagnosticar, já no pré-natal, possíveis anormalidades no desenvolvimento do bebê.

 

Entre esses exames podemos destacar o ecocardiograma fetal. Também conhecido unicamente como ‘ecofetal’, ele é realizado para observar a saúde do sistema cardiovascular do bebê que ainda está dentro da barriga da mãe.

 

Basicamente, o ecocardiograma fetal é realizado do mesmo modo de outros exames cardíacos. Por meio dele, o médico pediatra observa se o coração do bebê - o que inclui suas estruturas, válvulas e câmaras – está funcionando como deveria.

 

A seguir, confira mais dicas e informações referentes ao ecocardiograma fetal.

 

Atualmente, estima-se que a cada 100 recém-nascidos, 5 tenham algum tipo de anormalidade congênita na estrutura do coração. Desses bebês, porém, apenas 10% têm fatores de risco. Com base nessa informação, o exame se torna ainda mais importante.

 

De acordo com a SBC – Sociedade Brasileira de Cardiologia – o exame deve ser feito como exame de rotina em qualquer tipo de gestação. No SUS (Sistema Único de Saúde) o ecofetal só é realizado em mães que possuem riscos de má formação do órgão no bebê.

 

Neste caso, é recomendado realizar o exame por fora para ter a certeza de que está tudo bem com a saúde do coração do (a) pequeno (a).

 

• Dicas para realização

 

Basicamente, a mamãe não precisa se preparar para realizar o ecocardiograma fetal. O exame é simples, rápido e totalmente indolor. O médico pediatra passa um gel na barriga da mãe e, em questão de instantes, um dispositivo gera imagens do bebê ali dentro.

 

Diferentemente do ecocardiograma realizado em adultos, o ecofetal é um pouco mais demorado – levando em média 30 minutos para ser finalizado.

 

O ecocardiograma fetal é realizado, geralmente, entre a 18 e 24ª semana de gestação. Porém, ele pode ser realizado em qualquer momento (depois deste período) até o final da gravidez. Quanto melhor o bebê estiver desenvolvido, mais claras estarão as imagens para a análise do médico.

 

O resultado do exame pode ser dado na hora ou, em alguns casos, o pediatra pode solicitar a repetição do mesmo.

 

• Dicas gerais

 

Outras dicas referentes à realização do ecocardiograma fetal são as seguintes:

 

-> Pré-natal

 

O pré-natal é de extrema importância. É por meio dele que a mamãe pode ter a certeza – e a tranquilidade – de que está correndo tudo bem com o seu pequeno. Sendo assim, o pré-natal é a maior garantia de que o bebê nascerá cheio de saúde, qualidade de vida e bem-estar.

 

-> Importância do questionamento

 

Assim que o ecocardiograma fetal for realizado, é fundamental que a mamãe questione o médico se está tudo bem. Além disso, durante o ultrassom normal, a mãe também pode perguntar ao médico como está saúde do coração. Se qualquer anormalidade for identificada, o ecocardiograma fetal deve ser realizado o quanto antes.

 

-> Histórico

 

Se há histórico na família (do pai ou da mãe da criança) de anormalidades congênitas nas estruturas do coração, é fundamental alertar o médico – o que fará com que o ecocardiograma fetal seja solicitado com certeza.

 

Nossas Unidades
Barueri
Cajamar
Carapicuíba I - Tâmara
Carapicuíba II - Inocêncio
Itapevi
  • Rua Escolástica Chaluppe,30 Centro
  • 11 3883-3373/4553-6626
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 18h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Jandira
  • Av. André Vidal de Negreiros,276 Centro
  • 11 4707-2250/4789-3401
  • Atendimento Seg a Sex: 8h às 21h Sábados: 8h às 12h
  • Saiba mais
  • Agendar consulta
Jd. Mutinga
Osasco I - Helena Maria
Osasco II - Santo Antônio
Pq. dos Camargos
Copyrights © 2016-2019 Hospitalis - Todos os direitos reservados